Como fazer as coisas
Porque sonhamos. Nosso cérebro - O sono e a mente - Mistérios Cegos sonham - Vai se lembrar






Anuncie Neste Site
MISTÉRIOS DO SONHO:

POR QUE SONHAMOS

Segundo a Wikipédia você está paralisado enquanto dorme o seu corpo fica praticamente paralisado durante o sono, porque evita que o corpo se mova enquanto sonhamos.

Glândulas começam a fabricar um hormônio que as ajudam a induzir o sono e neurônios enviam sinais à coluna espinhal que fazem com que o corpo descanse e depois fique paralisado.
É um fenômeno natural que ocorre todas as noites, embora seja raramente notado pela própria pessoa enquanto se dorme.
Momentos antes da mente despertar, depois que sonhamos, a paralisia cessa. Por isso, raramente se tem consciência da sua existência.
Se, porventura, a mente despertar antes do mecanismo de paralisação ser desativado, ocorre a consciência da paralisia do sono.
Esta consciência pode ser muito perturbadora, pois o indivíduo dá por si mesmo completamente paralisado, incapaz de mover os membros.
Porque a mente ainda está a atravessar um período de transição entre o estado de sono e o estado de vigília, podendo assim, surgir alucinações hipnagógicas, como: presença de uma pessoa, ouvir vozes ou sons, sensação de flutuação ou de se sair do próprio corpo, imagens de pessoas, visualização de objetos, sensação de ver em redor mesmo tendo os olhos fechados, etc.


Calcula-se que até 60% da população mundial já tenha passado por essa experiência pelo menos uma vez na vida.
Quando o corpo entra em repouso, o metabolismo e a digestão ficam mais lentos e a respiração mais tranquila, a frequência cardíaca e a temperatura do corpo diminuem e os músculos relaxam totalmente.
O sono é dividido em ciclos de cerca de 90 minutos, que ocorrem de 4 a 5 vezes por noite. O nível 1 dura alguns minutos até você adormecer. Durante o nível 2, o sono é leve, sua respiração e sua freqüência cardíaca ficam mais lentas. No nível 3, o sono vai se aprofundando e no nível 4 você já está no sono profundo e relaxante. Os níveis 3 e 4 constituem um período regenerativo onde o organismo se recupera. No último estágio, nível 5, conhecido como REM, o relaxamento é completo e os sonhos aparecem.


A alguns anos passados, acreditava-se que os sonhos aconteciam em frações de segundos, hoje sabe-se que eles, na verdade, duram um tempo real em nossa mente, ou seja, porque ocorrem na mesma velocidade em que sonhamos.
Cada sonho pode durar de alguns segundos até uma hora.


Os sonhos ocorrem durante o período chamado de REM (Rapid Eye Movements), chamado de "Rápido Movimento dos Olhos".


Um sonho normal, em média, dura cerca de 10 minutos a 1 hora. O enredo de um sonho está vinculado com os nossos medos, preocupações, desejos, etc.

É possível controlar os sonhos:
Exercitar a concentração, meditar sobre um tema e ter atenção antes de dormir são algumas das melhores maneiras.
Esses métodos são bastante usados na terapia comportamental para pessoas que sofrem com pesadelos. Os pacientes utilizam as técnicas para poder identificar quando estão tendo pesadelos, para que possam tomar controle da situação e assim amenizar o sonho ruim.

Se você acordar na hora do sono chamada REM, você vai se lembrar mais facilmente do seu sonho de uma forma mais clara do que se você acordasse após uma noite de sono completa.
Em média, você só se lembrará de 90% do total de seus sonhos se acordado por mais de 5 minutos.


Depois de 5 minutos acordado, você esquece metade dos seus sonhos. O famoso poeta, Samuel Taylor Coleridge, acordou de uma manhã, depois de ter tido um sonho fantástico – pegou uma caneta e papel e começou a escrever a “visão de um sonho”, no qual tornou-se um dos mais famosos poemas ingleses: Kubla Khan. Parte do poema havia sido escrito (54 linhas para ser mais exato), quando ele foi interrompido por uma pessoa. Coleridge voltou ao seu poema, mas não podia lembrar o resto do seu sonho. O poema nunca foi concluído.

De acordo com o especialista de sono americano Dr Richard Ferber, bebes prematuros passam aproximamente 80% do tempo dormindo em sono REM enquanto bebes nascidos a termo cerca de 50% do tempo.
No quinto mês, já é possível registrar a presença do estágio de sono REM , característico de quem está sonhando.
Ao final da gestação, esse estado ocorre em 65% do tempo em que o feto dorme. E dessa forma, se prepara para a realidade que enfrentará depois de nascer.


Certamente você já viu muitos rostos em seus sonhos. Talvez você não os reconheça, não vai se lembrar deles, mas são rostos de pessoas reais que seu cérebro armazenou. O "fantasma" do seu último sonho pode ser o a pessoa que abasteceu o carro de seu pai quando você ainda era criança.
Todos nós já vimos centenas de milhares de rostos durante nossas vidas, por isso, temos uma infinidade de personagens para o nosso cérebro utilizar durante nossos sonhos.


12% da população sonha exclusivamente em preto e branco. O restante da população sonha com todas as cores.
Os sonhos falam em uma língua profundamente simbólica. A mente, inconsciente, tenta comparar o seu sonho a algo mais, porque é semelhante. Portanto, qualquer que seja o seu sonho, é provável que seja somente um símbolismo.


As pessoas que fumaram por um longo período, e pararam, relataram ter sonhos mais vívidos do que o normal. Além disso, de acordo com o "Jornal de Anomalias Psicológicas", em um grupo de 293 fumantes em abstinência entre 1 e 4 semanas, 33% relataram ter pelo menos 1 sonho que estava fumando. Na maioria dos sonhos, os indivíduos eram capturados pelos próprios fumantes e sentiram fortes emoções negativas, como pânico e culpa.

Os cegos também sonham:
Pessoas que se tornaram cegas após o nascimento podem ter sonhos com imagens. Pessoas que nasceram cegas não vêem quaisquer imagem, mas também têm sonhos vívidos, porque possuem outros sentidos como: sons, cheiro, toques e emoções. É difícil para uma pessoa que vê imaginar, mas a necessidade de sono é tão forte que o corpo é capaz de lidar com praticamente todas as situações físicas para que isso aconteça.


Os animais sonham?
De acordo com registros eletroencefalográficos dos estados do sono de animais, é possível acreditar que alguns animais sonham.
O sono REM, o "sono dos sonhos", têm sido registrado na maioria dos mamíferos estudados, por exemplo, entre ratos, gatos, cães, macacos, gambás e elefantes e também em aves (Britânica, 307).
Dos mamíferos, somente a equídna (animal semelhante ao porco espinho) não apresenta sono REM (Alison et al., 1972, BN 615).
Pelo fato do sono REM ter sido observado em mamíferos e aves, mas não em répteis, Jouvet sugeriu que o sono REM pode ser um processo filogenético relacionado aos animais de "sangue quente".
O sono REM aparece aproximadamente a cada 90 minutos em seres humanos e aproximadamente a cada 25 minutos em gatos. Cada episódio dura por vários minutos.
Por que alguns animais dormem pouco?
A quantidade de sono nos animais é inversamente relacionada ao grau pelo qual as espécies devem lidar com o perigo predatório, ou seja, as espécies vulneráveis a predadores tendem a dormir menos. Este fato não é surpreendente, desde que pode-se observar que os animais são altamente responsivos ao ambiente externo mesmo durante o sono profundo. Alguns animais grandes como os elefantes, vacas, cavalos, jumentos, também dormem pouco e isto pelo fato de eles gastarem grande quantidade de tempo fazendo estocagem de alimentos.

Faça turismo em Extrema MG - Confira Hotéis em Extrema - Imobiliárias em Extrema - Restaurantes em Extrema

Subir


CONHEÇA EXTREMA EM MINAS GERAIS  Confira!  www.extremaonline.com